29/06/2016 10h05

Scrum, Lean, Agile, Kanban: como eles estão relacionados?

Com frequência recebo perguntas de pessoas sobre como o Agile, Lean, Scrum e Kanban estão relacionados entre si. Para aqueles que não gastaram tempo lendo as histórias de origem, estes termos são apenas palavras soltas. Recentemente me deparei com esta imagem que conta muito bem a história e as relações existentes.



Aqui está com eu interpreto essa figura.

Na área de software, na década de 90 eles estavam buscando novas formas para se trabalhar. Os mais conhecidos são o Scrum e a Extreme Programming. Em 2001, 17 pessoas se reuniram para debater as questões que tinham em comum e foi assinado o Manifesto Ágil, momento em que foi cunhado o termo desenvolvimento ágil de software.

Antes, a indústria de transformação no Japão, fortemente influenciada por Edwards Deming, começou a enxergar diferentes formas de se trabalhar. Isto levou ao Sistema Toyota de Produção (TPS), e depois ao Lean Manufacturing.

O sistema de produção do Japão inspirou o artigo “New New Product Development Game”. Este artigo é considerado o ponto de partida do desenvolvimento do framework Scrum, influenciando fortemente os trabalhos de Jeff Sutherland e Ken Schwaber.

O Desenvolvimento Enxuto de Software é exaustivamente escrito por Poppendiecks. Ele utiliza princípios do Lean da indústria da transformação e aplica no desenvolvimento de software. O resultado desta junção influenciou também o desenvolvimento ágil de softwares.

Kanban tem raízes no Lean, no entanto ele também é influenciado pelo Ágil.

Então o que tudo isso significa? Muitas vezes as pessoas querem saber se você trabalha com Ágil, Lean ou kanban? A partir da imagem acima você pode perceber que não há apenas uma resposta. Estas ideias surgiram basicamente ao mesmo tempo com uma grande movimentação de pessoas, o que, sem dúvida, nos levaram a ideias comuns.

Pessoalmente eu acho que vale a pena ler amplamente sobre Lean e Ágil (bem como as outras ferramentas, a inspiração pode vir de qualquer lugar), e em seguida aplicar o que funciona para você.

Basta manter o básico da inspeção e adaptação:

• Mudar uma coisa de cada vez;
• Dê a mudança uma chance (as vezes às coisas pioram antes de melhorar);
• Meça as coisas importantes para verificar se a mudança ajudou ou não;
• Repita

Autora:

Artigo originalmente escrito por Karen Greaves. Tradução: Rodrigo Zambon

Link original do post: http://www.growingagile.co.za/2013/12/scrum-lean-kanban/?utm_source=ReviveOldPost&utm_medium=social&utm_campaign=ReviveOldPost

 

Sobre o autor:

Rodrigo Zambon

Servidor público efetivo no Governo do Estado do Espírito Santo, tendo participado de grandes projetos estruturantes ligados a saneamento e obras públicas. Multiplicador da disciplina Gerenciamento de Projetos e Planejamento Estratégico na Escola de Governo (ESESP), e atua como coach nos diversos órgãos públicos e autarquias.

Tópicos:
scrum
2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard